CAUSAS DAS DOENÇAS As múltiplas causas das doenças podem ser divididas em grandes grupos: 1 - MEIO AMBIENTE, estilo devida, comportamento. - Agentes físicos: traumatismos, radiações, electricidade, temperatura (alta e baixa) etc. - Agentes químicos: ácidos, alcalinos, venenos, álcool, tabaco, medicamentos, drogas etc - Nutrição - Deficiências; deficiência de vitaminas etc. - Excessos: de calorias, de açúcar etc. - Infecções e infestações: vírus , bactérias, fungos, protozoários, metazoários etc. - Reacções imunes anormais: hipersensibilidade, auto-imunidade - Factores psicológicos 2 - FACTORES GENÉTICOS - Genes normais: - Susceptibilidade: variações na cor da pele por carência de melanina estão relacionadas com o cancro da pele. - Resistência: O sistema HLA tem uma enorme variação de alelos que influenciam o desenvolvimento de várias doenças sobretudo autoimunes. Determinam por exemplo se haverá rejeição ou não do órgão de um potencial dador - Genes anormais: o cancro é uma doença genética, por mutação dos genes, quer nas células somáticas, a maior parte dos casos, quer nas células germinais (cancro hereditário). Cerca de 5% dos cancros são hereditários. As mutações dos genes são na maior parte dos casos espontâneas, aleatórias, mas por vezes, fruto de radiações como no caso de Chernobyl ou radioterapia ou consequência de químicos. Muitas doenças além dos cancros são consequências de mutações genéticas. 2.1 - DOENÇAS HEREDITÁRIAS: 1 - Anomalias das células germinais 1.1 - Anomalia de um só gene (Mendelianas) 1.1.1- autosómica dominante - doença de Von Willebrand por exemplo 1.1.2- autosómica recessiva - talassémia por exemplo 1.1.3- Ligada ao cromossoma X dominante -     1.1.4- Ligada ao cromossoma X recessiva - hemofilia, distrofia muscular           1.1.6 - doença epigenética - alterações na expressão de um gene sem modificações na sequência de bases do DNA. As filhas das mulheres holandesas que durante a invasão nazi passaram fome na gravidez nasceram com baixo peso. Os filhos/as dessas mulheres que nasceram com baixo peso também nasceram com baixo peso apesar das mães terem tido uma alimentação correcta. Não tinham alterações na estrutura dos genes. 1.2 - Anomalia do ADN mitocondrial - o ADN mitocondrial herda-se apenas da mãe, localiza-se fora do núcleo e tem 37 genes mas uma célula tem centenas de mitocôndrias. A cabeça do espermatozóide tem poucas mitocôndrias e essas poucas mitocôndrias masculinas segregam uma enzima CPS-6 que destrói os genes mitocondriais masculinos. Estes genes mitocondriais codificam principalmente proteínas envolvidas na função das mitocôndrias, sobretudo relacionada com a produção do ATP e na apoptose celular. A mutação de genes mitocondriais está relacionada com várias doenças raras. Admite-se que o Síndrome do Vómito Cíclico (que não é raro) esteja ligado a um gene mitocondrial e da-se com exemplo Darwin e a sua família. 1.3 - Anomalias multifactoriais. Muitas doenças têm um componente poligenético e, os factores ambientais, são um factor muito importante no aparecimento desta doenças. A diabetes tipo 2 é um bom exemplo de doença familiar. Mais de 50% dos doentes têm um familiar doente. Os Índios Pima do Arizona são o exemplo típico desse componente genético. 2.2 - DOENÇAS GENÉTICAS NÃO HEREDITÁRIAS 2 - Anomalias das células somáticas A mutação ocorre depois da fertilização do ovo, ao longo da vida. O cancro, não hereditário é o exemplo mais estudado desta anomalia mas, há muitas doenças genéticas não hereditárias, para além do cancro. 2.3 - ANOMALIAS CROMOSSÓMICAS A mais conhecida é a trissomia do cromossoma 21 também chamada Síndrome de Down é a mais conhecida. Foi descrita em 1866 pelo médico do Reino Unido John Laugdon Haydon Down mas só em 1958 o médico francês Jerome Lejeune descobriu que era uma doença genética. Há muitas outras anomalias, quer relacionadas com o número de cromossomas quer com as suas estrutura. 3 - ANOMALIAS TERATOGÉNICAS: de causas físicas, químicas ou microbianas. Ficaram infelizmente conhecidos (1960) os filhos de mães que durante a gravidez tomaram o sedativo talidomida. Mais de 3000 crianças nasceram com focomélia (sem dedos e sem punho). O abuso de álcool durante a gravidez pode causar mau crescimento fetal. É muito conhecido o Síndrome TORCH em que o R representa a rubéola que pode ser evitado com a vacina das grávidas. Infelizmente não há vacina para evitar a toxoplasmose, a herpes. o CMV e os agentes representados pela letra O.
Causas das doenças
Estas doenças são sobretudo doenças relacionadas com o estilo de vida e, poderão ser reduzidas, se modificarmos o nosso comportamneto.
As 4 causas mais frequentes de doença no mundo ocidental (mundo rico) são: 1ª - doença das artérias do coração (doença isquémica do coração) 2º - cancro 3º - acidente vascular cerebral 4ª - acidentes